Ana Furtado se emociona ao falar de câncer e ganha surpresa do 'Encontro com Fátima Bernardes'

Publicada em 25 de Junho de 2018 às 15h10 Versão para impressão

Ana Furtado participou do Encontro com Fátima Bernardes desta segunda, 25/6, e falou sobre como decidiu compartilhar o seu diagnóstico de câncer de mama, descoberto há três meses.

» Siga-nos no Twitter

Em seus perfis nas redes sociais, a apresentadora recebeu uma corrente de amor e de mensagens positivas assim que contou a notícia. Mais de 31 mil pessoas comentaram o depoimento de Ana.

'"Quando resolvi falar sobre o meu câncer, foi um decisão muito corajosa, mas muito certa do meu objetivo. Como pessoa pública, eu tinha esse propósito, quis me colocar como ferramenta de divulgação para todas as mulheres. Isso pode acontecer com qualquer uma", declarou.

"Quando você recebe o diagnóstico de câncer, vem com significados destrutivos e difíceis. A primeira coisa que você pensa é a morte, medo, insegurança, culpa... São tantas coisas difíceis".
Ana Furtado destacou a importância de ter o carinho de amigos e familiares:

"Naquele momento eu não estava sozinha. Meu marido espetacular, minha filha, meus pais, meus irmãos, sobrinhos... A gente se fechou num círculo de muito amor e muito apoio. Mas ao mesmo tempo, com todo esse carinho, eu me sentia sozinha".
No palco do Encontro, a apresentadora teve uma surpresa ao encontrar algumas das pessoas que deram apoio a ela. Ana se emocionou com o momento e abraçou cada uma delas.

"Que surpresa linda! O choro é de alegria. Essas mulheres são muito guerreiras. São muito especiais e muito guerreiras".


Ana ouviu mensagens de carinho no 'Encontro' (Foto: TV Globo)


Depois de momento especial, Ana explicou o quanto o companheirismo está sendo importante para ela.

"Impressionante a energia que circula. A onda de amor e carinho que recebi me fortaleceu ainda mais. Consegui superar o medo que eu sentia através desse amor, dessa solidariedade", disse.

Com um autoexame, a apresentadora do É de Casa descobriu o câncer de mama em estágio inicial. Apesar de os primeiros resultados terem sido satisfatórios, ela resolveu repetir todos algum tempo depois.

"Eu sentia que alguma coisa estava errada. Os exames deram todos benignos. Mas repeti todos seis meses depois e resolvi fazer a biópsia e veio o resultado. Tive calma em entender que aquilo deveria ter um propósito maior. O câncer é uma grande lição de vida. Não é mais o meu vilão, é meu professor", disse.
Durante sua participação no Encontro com Fátima Bernardes, Ana Furtado também falou sobre uma técnica que usa para reduzir a queda do cabelo durante a quimioterapia, a crioterapia. "Faz com que o medicamento não chegue ao bulbo capilar. Não significa que o cabelo não caia. O cabelo cai, mas muito pouco. Já perdi de 20 a 30% do meu cabelo. Me assustou muito. Mas cabelo cresce de novo. É um ritual de passagem, é um momento de despedida", comentou.

Fonte: globo  |  Edição: Da Redação

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade FIEPI
Publicidade FSA
Publicidade OZONTEC
Publicidade PUBLICIDADE