FÁBIO JR. DIZ QUE INCENTIVOU CLEO A CANTAR E NÃO CRITICA EXPOSIÇÃO: 'MUITO SEGURA NAS ATITUDES '

Publicada em 29 de Maio de 2018 às 09h27 Versão para impressão

Aos 64 anos, Fábio Jr. segue cumprindo uma agenda lotada de shows. Ele volta ao Rio no próximo sábado, quando se apresenta no Km de Vantagens Hall. Em seu sétimo casamento (ele trocou alianças com Fernanda Pascucci há quase dois anos), o cantor não abandona o romantismo. Pai coruja, Fábio elogia a filha mais famosa: "Incrível".

» Siga-nos no Twitter

Como você mantém a jovialidade e tanta disposição aos 64 anos para fazer tantos shows. Qual o segredo?

Não tem segredo, graças a Deus eu faço o que eu amo e é isso que me motiva a cada dia.

Você é adepto das redes sociais?

Eu acho muito válido o uso das redes sociais para interagir com fãs, isso aproxima muito mais a gente e a velocidade que tudo isso acontece é impressionante.

Como a Fernanda, sua mulher, lida com o assédio das fãs? Ela não sente ciúmes?

A Fê é muito tranquila quanto a isso, ela apoia e ajuda as fãs no que é possível.

De que forma o seu casamento contribui para o seu trabalho hoje em dia?

Eu estou muito feliz, acho que isso já é tudo. Com felicidade na vida tudo fica mais leve.

Cleo se lançou agora como cantora. O que você acha da música dela? Você chegou a dar algum conselho?

Ah, caramba! Eu sempre disse para a Cleo que ela canta muito e deveria gravar algo. Ela participou do meu CD em 2015 e acho que depois disso pegou gosto para a coisa (rs). Minha filhota é incrível! E nessa coisa de filho eu mando bem, né?!

Falando em Cleo, ela é muito espontânea e fala abertamente sobre todos os assuntos. Você aprova essa exposição?

Ela é muito segura nas atitudes e nas palavras dela. Além disso, Cleo tem a personalidade muito forte.

O que os fãs do Rio podem esperar desse show?

Coloquei no repertório o que o público queria ouvir, fizemos uma enquete nas redes sociais e dali basicamente fizemos o set list. Então, tem as músicas que marcaram minha carreira como “Alma gêmea”, “Caça e caçador”, “Senta aqui” e por aí vai. Mas tem também músicas que eu gostaria de ter gravado e fizeram sucesso na voz de outros artistas.

Fonte: globo  |  Edição: Claudete Miranda

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade FIEPI
Publicidade FSA
Publicidade PUBLICIDADE
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)
Publicidade OZONTEC