Governador participa da 9ª Caminhada da Paz.

Publicada em 25 de Junho de 2018 às 06h33 Versão para impressão

O governador Wellington Dias participou, neste domingo (24), da 9ª edição da Caminhada da Paz, promovida pela Fazenda da Paz, instituição de acolhimento e conscientização sobre o combate às drogas no Piauí. A caminhada reuniu centenas de pessoas em marcha que partiu da Frei Serafim, centro de Teresina, atá Câmara Municipal, na Avenida Marechal Castelo Branco.

» Siga-nos no Twitter

Com a temática “A vida pede coragem”, a nona edição faz um chamado à sociedade e às famílias para o enfrentamento às drogas. “Saímos às ruas para dizer que não aguentamos mais os reflexos violentos que a droga traz. Então pedimos coragem da sociedade para enfrentar esse caminho”, explicou Célio Barbosa, o coordenador da Fazenda da Paz.

A Caminhada também lemrbou a importância desta semana para a pauta do enfrentamento às drogas. No próximo dia 26 de junho é comemorado o Dia Mundial de Combate às Drogas. Ao som da banda cristã Anjos da Paz, dona Luzinete Freitas, que teve filho atendido pelo projeto da Fazenda da Paz, falou da importância do movimento. "Aqui reecontramos as famílias que passaram pelo mesmo problema que a gente, encontramos apoio e criamos coragem para seguir em frente", contou.

O governador Wellington Dias reafirmou a importância do evento e destacou a pertinência do tema deste ano. “É necessário que a família, que normalmente abandona as pessoas que têm dependência de droga, tenha coragem de cuidar dos seus familiares, daqueles que tenham algum problema. A sociedade também precisa ter coragem para que tenhamos uma política adequada, de ser humano para ser humano. Gostei muito desse tema porque há necessidade de muita coragem para se garantir uma política verdadeira para essa demanda da sociedade”, assinalou Dias.

A Fazenda da Paz atua nos estados do Piauí e Maranhão, atendendo dependentes químicos de ambos os sexos e de diversas faixas etárias, em sua maioria em condição socioeconômica desfavorável e expostos à marginalidade por abandono social e familiar.

Autoria: Valmir Macêdo


Fonte: Governo do Estado do Piauí  |  Edição: Da Redação

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade OZONTEC
Publicidade PUBLICIDADE
Publicidade FSA
Publicidade FIEPI