Luciano Nunes cobra envio de informações sobre coordenadoria criadas em 2017.

Publicada em 26 de Abril de 2018 às 10h02 Versão para impressão

O tempo de dois minutos para os pequenos avisos foi usado pelo deputado Luciano Nunes (PSDB) para reiterar, verbalmente, sobre o relatório das atividades das nove coordenadorias, criadas pelo Governo do Estado do Piauí, em 2017. Ele ressaltou que o projeto de criação das coordenadorias foi aprovado no mês de março de 2017, pela Casa. E o documento cobrando as ações desses órgãos foi apresentado no final do ano, segundo ele, aproximadamente no mês de novembro do ano passado. “O requerimento foi aprovado por unanimidade, pedindo o relatório das atividades dessas coordenadorias que foram criadas pelo governo. E até hoje eu recebi, no meu gabinete, apenas o relatório de três coordenadorias”, reiterou.

» Siga-nos no Twitter





De acordo com o deputado, os relatórios são bastante sucintos e fez um apelo ao líder do governo e aos coordenadores, para que as coordenadorias apresentem o relatório de suas atividades. “Quando da criação dessas coordenadorias, nós votamos contrário, pois entendemos que se tratava do inchaço da máquina e de que elas buscavam mais acomodação de aliados políticos do governador, do que ações de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento do Estado”.





O parlamentar lembrou que um ano já se passou e, portanto, com tempo suficiente para que as coordenadorias mostrem, para que estão servindo. E amanhã, ele irá apresentar, mais uma vez, o requerimento em plenário. Luciano Nunes leu o nome de cada coordenadoria. São elas: Coordenadoria de Programa de Gestão dos Recursos Hídricos; Programa de Modernização e Qualificação de Empreendimento Público; Coordenadoria de Programa de Infraestrutura Aeroportuária; Coordenadoria do Programa de Tecnologia e Inovação; Coordenadoria de Programa do Programa de Educação por Meio de Mediação Tecnológica; Coordenadoria do Programa do Agronegócio dos Cerrados e Coordenadoria do Programa de Apoio à Cidadania para o Idoso.



“Elas foram criadas através da lei de número 6. 955, de 15 de março de 2017. Eu recebi o relatório das Coordenadorias de Mediação Tecnológica, do Programa de Gestão de Recursos Hídricos e da Coordenadoria do Idoso. Esta Casa e o povo do Piauí gostariam de saber para quê essas coordenadorias estão servindo”, reforçou o deputado Luciano Nunes. O deputado Francisco Limma (PT), líder do Governo, disse que estava fazendo um contato, para que em um prazo de cinco dias úteis, os relatórios devam ser concluídos.





O deputado Francisco Limma (PT) usou os dois minutos destinados aos pequenos avisos para fazer o registro de uma audiência pública que aconteceu nesta manhã de quarta-feira, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi). A audiência pública, segundo ele, foi solicitada através de requerimento, pelo deputado Magalhães, ainda no mês de fevereiro, sobre a educação no campo. “Onde oportunamente, apresento um relatório para as comissões, mas gostaria de tratar, nesta Casa, sobre a importância e necessidade de que esta Casa possa aprofundar esse debate, sobra a importância e especificidade da questão da educação no campo”, acrescentou.





Robert Rios (DEM) – O deputado mais uma vez chamou a atenção do governo do Estado para as questões dos aumentos de salários, principalmente do aumento de apenas um por cento para a categoria de policiais. “Estou aqui, pedindo, em nome da nossa sociedade piauiense, da nossa segurança e da nossa tranqüilidade, que o governador Wellington Dias, faça, urgentemente, um acordo, com a área da segurança pública”, solicitou o parlamentar.

















Lindalva Miranda - Edição: Katya D'Angelles








Fonte: ALEPI  |  Edição: Claudete Miranda

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade PUBLICIDADE
Publicidade FSA
Publicidade FIEPI
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)
Publicidade OZONTEC