Para driblar trânsito, Temer caminha por 15 minutos em Nova York.

Publicada em 19 de Setembro de 2016 às 18h38 Versão para impressão

NOVA YORK — O presidente Michel Temer quebrou o protocolo e, para fugir do trânsito parado de Nova York, desceu do carro onde estava e andou por cerca de 15 minutos pela cidade. Ele estava saindo da sede da Organização das Nações Unidas (ONU) para a agência de notícias Bloomberg, onde concede entrevista coletiva neste momento. O trânsito da cidade está pior que o usual por causa da Assembleia Geral da ONU e pela segurança reforçada após aos atentado a bomba no último sábado. Temer caminhou por 10 quadras, da Terceira Avenida até a Lexington com a 59th.

» Siga-nos no Twitter



Na saída, o presidente desceu bem humorado e disse que a entrevista foi boa, pois discutiram a situação do Brasil. Sobre a caminhada que fez em Nova York, brincou:

— Pelo menos a gente não tomou chuva — afirmou, pois a chuva começou na cidade enquanto ele estava na entrevista.

O presidente participou de uma reunião de alto nível sobre grandes movimentos de refugiados e migrantes na ONU. Em sua primeira visita oficial aos Estados Unidos, Temer ainda vai abrir a 71ª Assembleia Geral do órgão, na manhã da próxima terça-feira, e participar de encontros bilaterais e com executivos e empresários. O presidente chegou à cidade no domingo por volta das 17h (horário de Brasília) e enfrentou protestos na porta do hotel onde está hospedado, o Plaza Athénée.

Durante a reunião da manhã deste segunda, Temer afirmou que o Brasil recebeu mais de 95 mil refugiados de 79 países nos últimos anos, incluindo 85 mil haitianos. Mas o número causou polêmica: segundo o site do Ministério da Justiça, o Brasil recebeu apenas 8.800 refugiados — os haitianos, fugidos de um terremoto no país, tem visto humanitário. O titular da pasta, Alexandre de Moraes, negou que o presidente tenha tentado aumentar o dado, e ressaltou que os haitianos recebem um tratamento jurídico e social idêntico ao dos outros refugiados.

Fonte: globo  |  Edição: Da Redação

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade FIEPI
Publicidade FSA
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)
Publicidade OZONTEC
Publicidade PUBLICIDADE