Você está navegando por: Notícias Piauí
Assine o nosso Feed de Piauí

Rio Parnaíba invade casas em Miguel Alves e deixa Luzilândia em alerta para inundação.

Publicada em 12 de Abril de 2018 às 13h43 Versão para impressão

A abertura das comportas da Barragem de Boa Esperança elevou o nível do rio Parnaíba, que transbordou em Miguel Alves por volta das 6h30 desta quinta-feira (12). A prefeitura confirmou que quatro bairros estão inundados e 55 famílias serão removidas para o ginásio da cidade. As chuvas no Norte do estado superaram a média histórica em 22% e há várias cidades em alerta.

» Siga-nos no Twitter


Águas do Rio Parnaíba invadem casas na cidade de Miguel Alves, no Piauí. (Foto: Prefeitura de Miguel Alves/ Divulgação)

Segundo o geólogo Roberto Fernandes, da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), a situação em Miguel Alves se agravou porque a cidade recebe a vazão dos rios Parnaíba e Poti.

"Infelizmente não temos monitoramento do rio em Miguel Alves para saber o quanto o nível aumentou nas últimas horas. A tendência é que água que alagou a cidade chegue de 24 a 48 horas em Luzilândia, onde o rio está de 10 a 11 cm da cota de inudação", explicou.

De acordo com o diretor da Defesa Civil do Piauí, Vitorino Tavares, 10 cidades do Piauí estão em situação de emergência: Pimenteiras, José de Freitas, Cabeceiras, Lagoa Alegre, Barras, Esperantina, Batalha, Joca Marque, Madeiro e Luzilândia.

Outros três municípios estão em alerta devido as chuvas, são eles: São José Divino, Miguel Alves e Piracuruca.

Luzilândia
Na cidade de Luzilândia, a 250 km de Teresina, o Rio Parnaíba alcançou a marca de 550 centímetros, distante apenas 10 centímetros para alcançar a cota de inundação. A tendência é que a cota de inundação seja alcançada nas próximas 36 horas.

De acordo com o engenheiro hidrólogo da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) Cláudio Damasceno, a perspectiva é que o nível do Parnaíba suba por conta da Barragem de Boa Esperança, localizada no município de Guadalupe, que está liberando 1.300 m³/s. Ainda de acordo com o CPRM, outro agravante é que a água que inundou o município de Miguel Alves segue em direção à Luzilândia.

De acordo com Juciê Rodrigues, inspetor da Guarda Municipal e coordenador da Defesa Civil de Luzilândia, regiões ribeirinhas de quatro bairros podem ser afetadas por uma eventual enchente. “Ao todo são 400 famílias que moram nesses bairros. Se ocorrer uma enchente no mesmo nível de 2009, quando a água alcançou um nível crítico, todas as famílias terão de sair”, explicou.

De acordo com Juciê, as equipes da Defesa Civil e Guarda Municipal já iniciaram a retirada das famílias que moram próximo ao rio. “As pessoas não querem deixar suas residências, mas estamos como uma equipe preparada da assistência social para estar conversando com eles”, comentou o inspetor.

Cerca de 50 homens foram reunidos para auxiliar a retirada dos moradores, entre homens da Defesa Civil, policiais militares e vinte alunos do curso de formação da PM. Recursos da Prefeitura de Luzilândia, como servidores e veículos, foram mobilizados para ajudar na tarefa.



Residências da cidade de Miguel Alves, no Piauí, foram invadidas por inundação. (Foto: Prefeitura de Miguel Alves/ Divulgação)

Fonte: globo  |  Edição: Claudete Miranda

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade FSA
Publicidade PUBLICIDADE
Publicidade FIEPI
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)
Publicidade OZONTEC