Você está navegando por: Notícias Saúde
Assine o nosso Feed de Saúde

Mais de 200 mil pacientes dos planos Iaspi e Plamta continuam sem atendimentos por falta de repasses

Publicada em 25 de Julho de 2018 às 01h25 Versão para impressão

Mais de 200 mil segurados do Instituto de Assistência e Previdência Privada do Estado do Piauí (Iaspi) e do Plano Médico de Assistência e Tratamento (Plamta) ainda continuam sendo prejudicados pela suspensão dos atendimentos dos planos de saúde. O Sindicato dos Hospitais (Sindhospi) informou que ainda não recebeu o pagamento das parcelas em atraso totalmente.

» Siga-nos no Twitter

A professora Maria Gorete mora em José de Freitas. Ela sofre de glaucoma e precisa se deslocar à Teresina com frequência para acompanhar a evolução do problema de visão. Na semana passada, ela deu outra viagem sem sucesso. A clínica onde ela faz o tratamento havia suspendido o atendimento do seu plano.

“Eu tinha uma consulta marcada para segunda-feira da semana passada. Hoje já faz oito dias e ainda estou esperando eles retornarem a ligação para remarcar a consulta”, disse a professora.

Entre titulares, ativos, inativos e dependentes, a dona Gorete é uma das 204 mil seguradas prejudicadas pelo bloqueio dos atendimentos. Cerca de metade dos mais de mil médicos de estabelecimentos credenciados pararam de atender alegando o atraso dos pagamentos pelos serviços prestados.

O tio do Rudyfran Ferreira não só perdeu a viagem, mas como também perdeu a vida supostamente pela falta de atendimento. A vítima sofria de complicações nos rins.


“Sempre foi descontado do contra-cheque dele do Plamta. Nos últimos dias de vida dele, ele não pode ter um atendimento e uma assistência que realmente pudesse lutar para continuar com vida”, desabafou Rudyfran.

A direção geral do Iaspi Saúde, que administra também o Plamta, acredita que não há mais motivos para os estabelecimentos suspenderem os atendimentos dos segurados dos dois planos.

Segundo a diretora da instituição, até o final deste mês devem ser concluídos os pagamentos da faturas referentes ao mês de abril e que já existe recursos disponíveis para pagamentos da folha de maio.

“Nós acreditamos que os atendimentos devam está sendo regularizados ao longo desta semana, até mesmo porque os pagamentos referentes ao mês de abril iniciaram no dia 16 e nós devemos concluir esses pagamentos até o dia 31 de julho, como foi a previsão apresentada no calendário pela Sefaz {Secretaria de Fazenda]”, informou Daniele Aita, diretora geral do Iaspi Saúde.

O Sindicato dos Hospitais do Piauí comunicou que os pagamentos das redes credenciadas referentes ao mês de abril ainda não foram efetuados, no entanto, a suspensão dos atendimentos permanecem até que haja regularização dos pagamentos. Ainda conforme o sindicato, estão suspensos os serviços de consultas, cirurgias e atendimentos eletivos.

Fonte: globo  |  Edição: Da Redação

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade OZONTEC
Publicidade FSA
Publicidade FIEPI
Publicidade PUBLICIDADE
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)