Piaui em Pauta

Campanha PROPIAUÍ
Sesapi investiga novos casos

Sesapi investiga novos casos suspeitos de síndrome inflamatória ligada ao coronavírus.

Publicada em 14 de Setembro de 2020 às 23h28


A Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) identificou quatro pessoas com a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (Sim-P) no Piauí e está investigando mais cinco casos da doença. Segundo a Sesapi, a síndrome está associada ao novo coronavírus e afeta crianças e adolescentes com idades entre sete meses e 16 anos.

» Siga-nos no Twitter

Os casos confirmados são de um paciente de Teresina e um de Nazária, além de dois pacientes de Timon, que foram encaminhados para a Secretaria Estadual de Saúde do Maranhão. Outros cinco casos seguem em investigação.

Amélia Costa, coordenadora de Epidemiologia da Sesapi, orientou que os pais levem as crianças até as unidades de saúde se perceberem sinais de gripe e febre.

"É um chamado de alerta. Diante da situação pandêmica do coronavírus, foi descoberta também uma associação com essa síndrome, que se aproxima de um choque tóxico", explicou.
De acordo com Amelia, a maior parte dos casos relatados da síndrome apresentou exames laboratoriais que indicaram infecção por Covid-19 ou vínculo epidemiológico com caso confirmado do novo coronavírus.

Febre alta, conjuntivite e manchas na pele

Segundo Amélia Costa, os sintomas da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (Sim-P) são febre contínua e alta, conjuntivite, dor abdominal, diarreia e manchas na pele. Segundo ela a síndrome pode levar à morte. A síndrome atinge principalmente crianças e adolescentes, de 6 meses à 16 anos, mas há casos de pacientes com até 19 anos.

"A síndrome pode também evoluir para óbito, porque uma das complicações são problemas cardiovasculares", disse Amélia Costa.
A SIM-P, registrada pela primeira vez em abril deste ano na Inglaterra, e posteriormente em outros países, costuma causar alguns de seus primeiros sintomas após o contágio por coronavírus. No entanto, ainda não há confirmação científica da relação entre as duas.

?Muitos dos casos notificados, a nível nacional, já foram acometidos pelo novo coronavírus e o que mais chamou atenção foram os sintomas dermatológicos. A partir daí foi feita a descoberta da doença?, continuou.

Tags: Sesapi investiga - SASAPI

Fonte: globo  |  Publicado por: Da Redação
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Publicidade CORONAVIRUS
Publicidade FSA
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)
Publicidade FIEPI
Publicidade CORONAVIRUS - OZONT