Corretora de 44 anos, morta na Barra da Tijuca, pode ter sido vítima de feminicídio.

Publicada em 17 de Agosto de 2018 às 07h47 Versão para impressão

RIO — Um marido que não aceitava o fim do casamento e não suportava ver a felicidade da ex-mulher, que estava há quatro meses morando com um novo companheiro, pode estar por trás do assassinato da corretora de imóveis Karina Garofalo, de 44 anos, morta na última quarta-feira, a tiros na Barra, diante do filho de 11 anos. Segundo a polícia, Pedro Paulo Barros Pereira, com quem a vítima brigava na Justiça por bens que ultrapassavam R$ 3 milhões, é suspeito de ter sido o mandante do crime. Ele teve a prisão temporária decretada pela Justiça e está sendo procurado no Rio e em Volta Redonda, onde mora. De acordo com as investigações da Delegacia de Homicídios da Capital (DH), Karina teria sido executada por Paulo Maurício Barros Pereira, primo do seu ex-marido. Contra ele, há também um mandado de prisão.

» Siga-nos no Twitter


A polícia suspeita que, além de mandar matar a ex-mulher, Pedro Paulo possa ter comandado de perto a execução. Câmeras de segurança de um shopping onde Karina estava com o filho, momentos antes de ser assassinada, flagraram Paulo Maurício entrando de carro no estabelecimento comercial. Logo em seguida, um homem de moto, que o delegado André Barbosa, da Delegacia de Homicídios da Capital, desconfia ser Pedro Paulo, passou pela cancela. A filha mais velha de Karina e Pedro Paulo, de 19 anos, já identificou a moto que entrou no shopping como sendo de seu pai. Para o delegado André Barbosa, também não há dúvidas de que o crime é mais um a engrossar as estatísticas de feminicídio — este ano, até julho, 49 processos deram entrada no Tribunal de Justiça do Rio com esta tipificação, contra 51 no mesmo período do ano passado:



Fonte: globo  |  Edição: Da Redação

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade FIEPI
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)
Publicidade OZONTEC
Publicidade FSA
Publicidade PUBLICIDADE