Wellington diz que VLT irá do Renascença ao Centro de Teresina em 22 minutos.

Publicada em 25 de Novembro de 2017 às 01h03 Versão para impressão

O governador Wellington Dias, acompanhado do secretário de Estado dos Transportes, Guilhermano Pires, e do diretor do Metrô de Teresina, Antônio Sobral, visitou, nesta sexta-feira (24), a Fábrica Bom Sinal, especializada na construção de veículos leves sobre trilhos (VLTs), a única do Brasil, localizada no município de Barbalha, Ceará. A empresa é responsável pela fabricação do VLT que substituirá o antigo trem da cidade de Teresina, e que tem previsão de estar pronto em abril de 2018.
De acordo com o diretor comercial da Bom Sinal, Márcio Florezano, o VLT que está sendo feito para Teresina será uma solução para o transporte na cidade. “Este é um veículo com alimentação a diesel, com segurança operacional e também para os passageiros, pontualidade, com movimentação suave, sem dar trancos, acústica muito boa, sem muito barulho, e janelas amplas. Tendo capacidade para transportar até 600 passageiros por vez. A viagem para o passageiros de Teresina, será um passeio”, explica o diretor, destacando algumas das vantagens do veículo que está em fase de fabricação.

» Siga-nos no Twitter



Para o governador, ao ver a fabricação do VLT de Teresina, não tem como não lembrar do saudoso governador Alberto Silva. “Ele acompanhou o início deste sonho, que está cada vez mais próximo de virar realidade. Nós estamos falando de um momento de desenvolvimento e modernidade. Vamos sair do antigo trem, que teve seu papel extraordinário, mas que tinha o problema da velocidade e ficou ultrapassado. Hoje as pessoas querem aproveitar melhor o tempo. Teremos um veículo no padrão mundial, com motor moderno e que permitirá sair do Renascença e em 22 minutos chegar ao Centro de Teresina”, destacou Wellington.
Dias enfatizou ainda o conforto para o usuário e os investimentos que serão feitos. “Teremos todo o conforto para o usuário, com toda a segurança e também com ar-condicionado. Em Teresina, ar condicionado não é luxo, é uma necessidade. Estaremos também investindo R$ 450 milhões em todo o conjunto da obra, que será composta por trilhos, estações de passageiros novas e confortáveis, obedecendo a todas as regras de segurança, sinalização adequada”, disse o chefe do Executivo estadual.
Para Guilhermano Pires, “essa é a maior obra de mobilidade urbana de Teresina, não só pelo valores envolvidos, mas pelo impacto social na vida dos usuários. Estamos adquirindo três composições e a primeira será entregue em abril. Em aproximadamente dois meses, estaremos com a licitação para a reforma dos trilhos e das estações”.
Segundo o diretor do Metrô de Teresina, com a aquisição desses veículos, somados às obras civis de construção de passageiros, duplicação de trilhos, se tornará muito atrativa para os passageiros. “Temos uma demanda reprimida. Atualmente atendemos cerca de 8.200 pessoas/ mês e passaremos atender quase 45 mil pessoas”, disse Antônio Sobral.
Autoria: Tamyres Rebeca

Governador visita fabricação de VLTs do Metrô de Teresina
Fonte: Governo do Estado do Piauí  |  Edição: Claudete Miranda

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)
Publicidade Claudete Miranda Store
Publicidade FSA