Whindersson Nunes fez Luísa Sonza acreditar no amor:

Publicada em 07 de Julho de 2018 às 15h01 Versão para impressão

Quem vê Whindersson Nunes e Luísa Sonza completamente apaixonados nas redes sociais mal poderia imaginar que a cantora, alguma vez na vida, não acreditou em amor. Em entrevista à Vogue Brasil, ela revelou que não se imaginava casando, mas a chegada do youtuber na sua vida mudou a forma como ela via relacionamentos. Entretanto, apesar da relação entre eles ser ótima, a crítica de pessoas alheias ao namoro (agora casamento) é algo que a incomodou muito à época.

» Siga-nos no Twitter

"Eu fiquei muito pra baixo na época em que eu e Whindersson começamos a namorar, fui chamada de tanta coisa que eu não gosto de falar sobre isso até hoje. Me dói muito, na época eu sempre tentava sair por cima e fingir que aquilo não me afetava, até que comecei a realmente entender que a forma com que as pessoas me viam e o que falavam de mim não era real, por isso eu não precisava sofrer com isso", relatou, afirmando que, atualmente, encara este desafio como algo que a fez crescer.



As críticas, entretanto, não transitam apenas no âmbito dos relacionamentos, já que Luísa está acostumada a ver os seus quase 9 milhões seguidores com opiniões divididas nos comentários. "Não tento agradar ninguém", disparou. No bate papo, a cantora também falou sobre a sua relação com a moda, a sua não-dieta e carreira - a cantora acaba de lançar o clipe de Devagarinho, sua nova música de trabalho, que você pode assistir ao fim da matéria.

Você tem só 19 anos. Quando era mais jovem, chegou a imaginar que um dia seria famosa e já casada?
Jamais, para falar a verdade não acreditava em casamento, nem amor, Whindersson [Nunes] mudou minha forma de ver um homem. Sobre fama, toda criança tem o sonho, né? Ainda mais que eu canto em shows desde que tenho sete anos, eu sonhava, mas achava praticamente impossível.

Você é do interior do Rio Grande do Sul. Lembra de como foram os primeiros meses de São Paulo e os perrengues que passou por aqui?
Morria de medo, não entendia nada, tinha medo de tudo, me sentia deslocada porque não entendia como era cidade grande. Já tinha visitado cidade maiores, mas morar é totalmente diferente, minha cidade não tinha nem sinaleira [Risos] Morei até os 17 anos em uma cidade de 6 mil habitantes, essa é a quantidade de pessoas que moram no meu prédio hoje em dia [Risos]

O que te inspira?
O que eu vi desde criança, a mulher sendo inferiorizada por ser mulher ou ela mesmo se inferiorizar por ser mulher. Eu quero ,com a música, ajudar a mudar isso, principalmente as mulheres que são do interior. Além da união entre nós, quero que a gente se ame, se proteja.

Você tem mais de 8 milhões de seguidores. Sei que você recebe vários elogios, mas como lida com os haters?
Nem Jesus agradou a todo mundo, como eu vou agradar? Eu sou eu mesma, não tento agradar ninguém, sou o que sou tanto na internet quanto na vida real, muita gente não gosta disso. Mas tá tudo bem, desejo amor pra todo mundo sempre.

Lembra de ter visto algum comentário maldoso que a magoou ou que você usou a crítica recebida para crescer?
Eu fiquei muito pra baixo na época em que eu e Whindersson começamos a namorar, fui chamada de tanta coisa que eu não gosto de falar sobre isso até hoje. Me dói muito, na época eu sempre tentava sair por cima e fingir que aquilo não me afetava, até que comecei a realmente entender que a forma com que as pessoas me viam e o que falavam de mim não era real, por isso eu não precisava sofrer com isso. A partir daí, cresci como pessoa e como mulher, hoje sou uma pessoa melhor e uma mulher mais forte.

Você não tem próteses de silicone e os seus seios sempre se tornam assunto. Por que as pessoas têm tanta curiosidade com os naturais? Você lida bem com eles ou já pensou em colocar próteses?
Eu não entendo porque meus peitos assustam tanto as pessoas, são só peitos naturais, nada demais. Já tive vergonha dos meus peitos sim, mas eu cresci e me libertei, hoje eu amo eles assim, amo o formato deles, me sinto bem assim e isso parece espantar muita gente.

Como cuida de sua beleza? Faz exercícios regularmente ou segue dieta?
Eu definitivamente não nasci pra ser fitness [Risos] eu tento comer de forma saudável, porque afinal não faço academia, mas eu adoro comer besteira, então a dieta nunca passa de uns três ou quatro dias [Risos].

Como é sua relação com a moda?
Eu gosto de vestir o que me faz sentir bem, poderosa. Vou ser sincera, não sou uma profunda entendedora de moda, eu apenas gosto de ser diferente, de ser eu mesma. E conto com a ajuda de meu stylist João França para algumas ocasiões.

Você é fashionista, mas o que jamais usaria?
Acho que aquele vestido de carne que a Lady Gaga usou uma vez.

Você canta para mulheres independentes, que sabem o que quer. O que falta para as mulheres se unirem de vez?
Pararem de competir, tem lugar para todas nós, eu quero mais é que muita mulher faça sucesso, nós somos únicas, maravilhosas, cada uma do seu jeito.

Se considera feminista?
Óbvio! Feminismo quer a equidade entre homens e mulheres, é uma coisa que toda mulher deveria ser.

Lembra de algum assédio masculino que a marcou e qual foi sua reação?
Acredito que nós mulheres vivemos diariamente diversas formas de assédio e abuso, seja no olhar malicioso, na palavra dita, no gesto, no preconceito, mas acabamos não percebendo, porque está intrísenco em nós essa cultura machista. E isso precisa mudar e acho que a possibilidade de debatermos o tema já é um passo importante. Há muito a ser feito, mas juntas trilharemos um caminho para conquistarmos a igualdade e o respeito que merecemos.

Fonte: globo  |  Edição: Da Redação

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade FIEPI
Publicidade OZONTEC
Publicidade FSA
Publicidade PUBLICIDADE