Você está navegando por: Notícias Brasil
Assine o nosso Feed de Brasil

Jungmann afirma que mensagens sobre nova greve são falsas.

Publicada em 03 de Junho de 2018 às 07h47 Versão para impressão

O governo e entidades dos caminhoneiros continuam monitorando mensagens divulgadas em redes sociais e em aplicativos de celular. A preocupação é com uma série de boatos divulgados depois do encerramento da greve. Neste sábado (2), o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou que mensagens sobre uma nova paralisação são falsas.

» Siga-nos no Twitter

O comitê de crise reunido neste sábado (2) no Palácio do Planalto informou que não há mais bloqueios nem pontos de concentração de caminhoneiros nas rodovias no país. A Polícia Rodoviária Federal vai manter o plantão de acompanhamento do fluxo de veículos.

O governo também está fazendo um rastreamento permanente de mensagens divulgadas por redes sociais e aplicativos. A preocupação do Palácio do Planalto é com pessoas que teriam interesse em manter uma crise que já foi superada pela negociação com os caminhoneiros.

Algumas das principais lideranças da categoria também mostram preocupação com essas mensagens. O governo divulgou uma gravação que, segundo o gabinete de segurança institucional, é do presidente da Associação Brasileira de Caminhoneiros, a Abcam, José da Fonseca Lopes. Nela, o representante dos caminhoneiros reafirma que a greve acabou.

“Estão correndo muitas mensagens de alarme sobre o novo movimento de caminhoneiros para segunda-feira, dia 4. Na verdade, não sei a fundo o que estão pleiteando, mas, de qualquer forma, chamo a atenção dos caminhoneiros de bem, para que não se envolvam em manifestações que possam pôr em risco o que já conseguimos nesta última negociação com o governo. É importante lembrar que já tivemos o apoio da população do bem e de vocês, caminhoneiros do bem, em nossas conquistas. O governo cumpriu a parte dele. Pessoal, o movimento acabou, nossas reivindicações já foram atendidas”, diz José da Fonseca Lopes.

Em nota publicada no site da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos, o presidente da entidade, Diumar Bueno, disse que "agora o que os caminhoneiros mais querem é matar as saudades de quem está esperando ansiosos por eles, descansar da mais longa viagem que já fizeram, e depois voltar ao trabalho, seguros de que a partir de agora serão recompensados de forma justa e mais respeitados por todos".

Também neste sábado (2), o ministro da Segurança Pública afirmou que os líderes dos grevistas já se manifestaram pelo fim do movimento. Raul Jungmann disse que o setor de inteligência do governo confirmou que muitas mensagens que têm circulado nos últimos dias são falsas.

“A avaliação do governo é que não haverá nova paralisação nacional na segunda-feira. O que existe é um movimento de fake news promovido por alguns que estão sendo monitorados e que a partir de uma ordem judicial serão detidos, porque estão promovendo a desordem e sobretudo levando temor à população. Mas eu posso assegurar que não existirá paralisação nacional esta segunda feira. Isso é fake news e não tem fundamento na realidade”, disse o ministro.
Fonte: globo  |  Edição: Claudete Miranda

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade OZONTEC
Publicidade FIEPI
Publicidade FSA
Publicidade PUBLICIDADE
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)