Você está navegando por: Notícias Esporte
Assine o nosso Feed de Esporte

Santos demite "turma de Neymar" e mais quatro e economiza cerca de R$ 200 mil em salários

Publicada em 03 de Julho de 2013 às 20h30 Versão para impressão

O Comitê de Gestão do Santos intensifica a cada semana a reformulação no quadro de funcionários. Além de atingir o departamento jurídico, com as demissões dos advogados João Vicente Gazzola e Fábio Gonzalez, além do superintendente de futebol, Felipe Faro, a “faxina” abrangeu a “turma de Neymar”, como eram chamados internamente os assessores que organizavam a gestão de carreira do craque, negociado com o Barcelona, da Espanha. A “turma de Neymar” era composta por quatro profissionais e capitaneada por Eduardo Musa. Além de Musa, que estuda proposta para trabalhar com Neymar pai na Espanha, o quarteto também contava com Gabriela Pozzi, noiva do lateral esquerdo Léo, do Santos. Imagem: Reprodução A era de demissões na Vila Belmiro soma oito vítimas, já que o clube também confirmou que destituiu do quadro de funcionários o gerente de Recursos Humanos, Withney Reina. O UOL Esporte apurou que somando o salário de todos os demitidos, o clube economizará cerca de R$ 200 mil mensais, incluindo salários e encargos trabalhistas. “Foram demitidos. Na realidade só um não foi, já que está de férias, mas será demitido quando retornar. Os outros todos já foram demitidos”, afirmou o vice-presidente do Santos, Odílio Rodrigues. A demissão mais aguardada no clube era do quarteto que trabalha com Neymar. A diretoria do clube ficou insatisfeita ao presenciar fotos e vídeos de seus profissionais na apresentação do ex-camisa 11 do Santos no Barcelona. Imagens na televisão, inclusive, mostraram alguns deles trabalhando pelo craque no gramado do Camp Nou. “Eles foram custeados pelo Barcelona, não pelo Santos. O Santos não gastou nenhum centavo com isso. O Barcelona pagou estadia, pagou tudo. A gente já tinha definido que eles sairiam do Santos, como saíram”, explicou o dirigente santista. Antes de serem deslocados para cuidar da carreira de Neymar, três deles integravam o departamento de marketing e um a assessoria de imprensa do Santos. O clube promete manter o departamento para outros atletas do clube, mas acredita que não há mais no time astros que justifiquem um estafe desse tamanho para o gerenciamento. Já a demissão mais contestada foi a de João Vicente Gazzola, considerado o principal advogado do clube na gestão do presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro. O ex-gerente jurídico do clube deixa a Vila Belmiro sem perder uma causa na Justiça. Profissionais alegam que Gazzola foi impecável para resolver burocracias que envolveram as contratações de Robinho, em 2010, e Montillo, nesta temporada.

» Siga-nos no Twitter

Palavras-chaves:
Fonte: Vooz  |  Edição:

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente

adsense
Publicidade FIEPI
Publicidade Assembléia Legislativa (ALEPI)
Publicidade PUBLICIDADE
Publicidade FSA
Publicidade OZONTEC